Patos de Minas - Acusados de matar desafeto a facadas no Distrito de Alagoas são condenados pelo Tribunal do Júri

O crime aconteceu no dia 19 de dezembro de 2022

Notícias | Policiais

01 Dezembro, 2023

0

Patos de Minas - Acusados de matar desafeto a facadas no Distrito de Alagoas são condenados pelo Tribunal do Júri


Célio Batista Silva, vulgo “Kiko”, e João Vitor Batista Silva, vulgo “Dulinha”, acusados de matar a golpes de faca Robson Roberto Araújo, foram julgados na tarde desta quinta-feira (30/11), no salão do Júri do Fórum Olympio Borges, em Patos de Minas. O crime aconteceu no dia 19 de dezembro de 2022, no Distrito de Alagoas.

De acordo com os autos do Ministério Público, a vítima foi brutamente agredida e chegou a ser socorrida, mas faleceu. Sobre o crime, a vítima foi a um bar no distrito onde consumiu bebidas alcoólicas.

Depois, ele resolveu ir embora, deixando a bicicleta no estabelecimento e indo a pé. No trajeto, a vítima foi abordada pelos acusados que desferiram vários golpes de faca, causando ferimentos que provocaram a morte.


Vítima Robson Roberto Araújo, que na época estava com 37 anos.

Ainda de acordo com os autos, os acusados, após as agressões, fugiram levando o celular e o cartão de crédito da vítima. Sobre a motivação, as investigações constataram ser vingança, sendo que no ano de 2015 a vítima teve um desentendimento com o pai/avô dos acusados, oportunidade que a vítima desferiu um golpe de faca nas costas do homem.

Após algumas horas de julgamento, os acusados foram condenados pelo tribunal do Júri.


Célio Batista Silva, vulgo “Kiko”, foi condenado a mais de 19 anos de prisão em regime fechado.  Já João Vitor Batista Silva, vulgo “Dulinha”, foi condenado a mais de 16 anos de prisão também no regime fechado.

Por Toninho Cury

Vanderlei Gontijo

vanderlei@patos1.com.br




COMENTÁRIOS (0)