Patos 1
Quinta, 19/10/2017

15:53

34 99793-4633

Conselho Diretor da Comenda Antônio Secundino de São José confirma os nomes dos homenageados da edição 2016

Patos 1 - Conselho Diretor da Comenda Antônio Secundino de São José confirma os nomes dos homenageados da edição 2016

Ao todo, serão agraciadas 13 personalidades ligadas a empresas privadas e órgãos públicos com relevantes serviços prestados à cadeia do agronegócio mineiro

Os membros do Conselho Diretor da Comenda Antônio Secundino de São José estiveram reunidos na semana passada, dia 9/5, às 16h, no Palácio Tiradentes, sede do governo de Minas Gerais, para indicar os nomes das 13 personalidades homenageadas na edição deste ano, que acontecerá dia 25 de maio, às 19h, no Buffet Decor Fest. A condecoração com a medalha de honra ao mérito é realizada todo ano no mês de maio em Patos de Minas.

Em reunião presidida pelo secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, João Cruz Reis Filho, que é presidente do Conselho Diretor, foram conhecidos 9 dos 13 homenageados. Os outros 4 foram indicados posteriormente pelo governo de Minas. 

Os conselheiros membros da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e da Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado de Minas Gerais não estiveram presentes na reunião e também não enviaram representantes, portanto, não fizeram suas indicações. 

O primeiro nome da lista foi o do engenheiro agrônomo e pesquisador Roberto Santinato, indicação do prefeito de Patos de Minas. Pedro Lucas Rodrigues, que é presidente de honra do Conselho Diretor, na ocasião, foi representado pela assessora política Aline Borges. 

O segundo nome foi o do engenheiro agrônomo Alino Pereira Duarte, indicação da Prefeitura de Presidente Olegário.

O médico veterinário Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), foi indicado pelo presidente do Sindicato Rural de Patos de Minas, Elhon Cruvinel Borges. 

Os demais nomes indicados foram: João Carlos Cardoso Galvão, professor titular da Universidade Federal de Viçosa, indicado pela Escola de Agronomia da UFV; o vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais, Eduardo de Carvalho Pena, indicação da Federação da Agricultura de Minas Gerais (Faemg); o produtor rural Eliésio Carlos Rodrigues, indicação da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais; o professor titular e pró-reitor da UFLA, José Maria de Lima, indicado pela Escola de Agronomia da Universidade Federal de Lavras; professor titular da UFMG Nivaldo da Silva, indicado pela Escola Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais; professor titular da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Carlos Machado dos Santos, indicação da Associação dos Produtores de Sementes do Estado de Minas Gerais; Márcio da Silva Botelho, diretor-geral do IMA, indicação da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento; além de Amarildo José Kalil Brumano, ex-presidente da Emater, José Humberto da Silveira, juiz e produtor rural, Teotônio Biá Tobias França, médico e pecuarista, indicações da vice-governadoria. 

Os treze nomes escolhidos representam muito bem a Comenda. "Porque quem não conheceu Antônio Secundino de São José, como eu não conheci, mas que eu li a respeito, ele foi um dos maiores inovadores da nossa agricultura, e não é pela tecnologia do milho híbrido" , disse o secretário João Cruz.

Ele ainda fez questão de destacar: "Porque num momento que nós estamos falando de crise de financiamento do Estado. A Agroceres foi a primeira parceria público-privada, no sentido da primeira empresa de base tecnológica, incubada dentro de uma Universidade", completou. 

Para ele, isso reflete uma ruptura fantástica de paradigma. Em uma época, em que o servidor público tivesse essa associação com a iniciativa privada, resolvesse empreender, muitas das vezes, era visto como um "vendilhão da pátria". 

Condecoração
Antônio Secundino de São José nasceu na Fazenda da Onça, no então distrito de Santa Rita dos Patos, hoje município de Presidente Olegário. Em 1931, formou-se como engenheiro agrônomo pela Escola Superior de Agricultura do Estado de Minas Gerais, em Viçosa. Estudou no exterior, e, quando retornou, fundou a Agroceres, empresa que há mais de 60 anos se dedica à pesquisa de sementes e ao agronegócio, responsável pela introdução do milho híbrido no Brasil.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social - Prefeitura de Patos de Minas

Vanderlei Gontijo
vanderlei@patos1.com.br
16/05/2016


COMENTÁRIOS

patos1@patos1.com.br

iTSITES Tecnologia